domingo, agosto 19, 2012

Missão: qual é a sua paixão?

oqfazer

Quando escolhemos uma profissão ou um trabalho específico certamente há muitas motivações baseadas na nossa história de vida, aquilo que é valorizado na nossa comunidade, o que é importante no nosso grupo e o que nos sentimos realizados.

A missão que Cristo nos dá não é diferente. Estamos respondendo a um chamado da sociedade quando escolhemos uma profissão! Identificamos aquilo que há necessidade e surge uma vocação.

Lutero diz que “servir a Deus não se restringe a um ou dois trabalhos, nem se resume a um ou dois chamados, mas está presente em todos os trabalhos e em todos os chamados”, porque Cristo é o centro de nossa vida e tudo o que fizermos em palavra ou ação deve sinalizar o seu Reino.

John Stott diz que o importante é o que Deus nos chama para fazer e isso é único!

“Ser pastor ou missionário é um privilégio maravilhoso, se Deus nos chama para isso. Mas é igualmente maravilhoso ser um advogado, industrial, político, gerente ou assistente social, ser um filmador, um jornalista ou dona de casa cristã, se Deus nos chama para isso”.

A nossa missão está onde nosso coração/ paixão está! Como descobrir qual é a nossa paixão?
1) Qual é a área de conhecimento que você tem maior interesse?
2) Quais são suas habilidades?
3) O que lhe chama atenção na sociedade?
4) Qual é o seu sonho?
5) Diante disso o que eu posso fazer, quais são as minhas possibilidades para que a sociedade/ comunidade possa saber, enxergar Cristo na minha vida?
6) O que Jesus faria?

 

“Tudo quanto te vier à mão para fazer, faze-o conforme as tuas forças, porque no além para onde tu vais, não há obras, nem projetos, nem conhecimento, nem sabedoria alguma”
Eclesiastes 9:10

terça-feira, agosto 07, 2012

Fotografia depende da câmera?

Eu fico imaginando se eu tivesse a oportunidade ($$) de ir pra Londres ver as Olimpíadas de perto, enquanto muitas pessoas estariam preocupadas em com roupas, calçados ou uma bandeira do Brasil, a minha preocupação seria com minha câmera, lentes e cartões de memória, pra "instagramar" e registrar tudo possível.

Pra um fotógrafo contratado para cobrir as olimpíadas, a preocupação deveria ser a mesma, não deveria? Te pergunto e já te respondo: Não, se ele for asiático no caso de Dan Chung que está fazendo toda a cobertura com um Iphone!



Fazendo a cobertura dos Jogos Olímpicos para o Jornal inglês The Guardian, ele utiliza o Schneider Lens, que permite incluir lentes e também binóculos da Canon, no iphone. Isso tem auxiliado para fotografar eventos mais distantes, além de usar de editores de imagem Snapseed. E o resultado é impressionante!

Foi muito difícil escolher as melhores fotos, então espero que compreendam o tamanho do post!




Espero que tenham gostado. Beijos, Sami