domingo, junho 03, 2012

Confissões sobre o Dia dos Namorados

Dia 12 de junho? Dia de quê mesmo? risos.

Para muitos que não possuem um(a) namorado (a) neste dia, acabam fazendo uma brincadeira: dia de quê? um dia como os outros. Mas a verdade é que todos nós gostaríamos de ter um namorado(a) neste dia, para ter um momento especialmente acompanhado(a), para sair, curtir o romantismo no ar! Mas enquanto esse dia não chega para muitos de nós, sabemos o quão é difícil suportar os apelos da mídia no dia dos namorados. Fica desconfortável andarmos e vermos vitrines cheias de corações ou fotos de namorados. Achei muito engraçado duas vitrines que vi nesses dias:

“Dia das namoradas! Elas adoram bolsas!” – vitrine de loja de sapatos e bolsas femininas, é claro!

“Solteiro no dia dos namorados? Dê um presente para si mesmo!”

Se realmente nos deixamos levar por isso, ficamos tristes, deprimidos, e piorando a situação, assistimos comédias-românticas do tipo: Eu odeio o dia dos namorados… ou… Ele não está tão afim de você…. hehe, acompanhados de amigos, comendo chocolates, pipocas e coca-colas, sempre se lamentando!

Pensando bem, por um lado, o dia dos namorados é como o dia das mães, pais, crianças… podem ser apenas estratégias comerciais/ capitalistas para o aumento do consumo! E eu não vou ceder ao consumismo desenfreadooooo! –> me consola… capaz! risos.

Bom, como a minha condição atual é estar solteira, nem por isso vou ficar falando mal do dia dos namorados, porque não é esse o objetivo dessa confissão.

sapo

Você já imaginou como esses pequenos detalhes em nossas vidas podem ser destruidores? Vão corroendo aos poucos nossa auto-estima, nos desanimam, faz-nos ficar preocupados e tristes.

Mas eu tenho algo que queria compartilhar com vocês (e primeiramente isso serve pra mim…): Tudo tem o seu propósito!

“Para tudo há uma ocasião certa; há um tempo certo para cada propósito debaixo do céu” Ec 3:1 NVI

Nós jovens, temos um pouco de dificuldade de pensar no amanhã. Somos imediatistas. Queremos tudo pra hoje: o prazer, realizações, etc. Ás vezes esquecemos que não temos controle sobre tudo o que está em nosso redor. Este texto é um “voleio na nuca” como diriam meus amigos. Não precisamos ficar ansiosos, tudo já está determinado.

Se um relacionamento não deu certo, por ora, agradeça a Deus, Ele pode ter te livrado de algo que traria muito sofrimento, ou quer te ensinar algo de valor na sua vida. Nem sempre o sofrimento é ruim, ele nos faz aprender que Deus é grande e que precisamos dele na nossa vida, em primeiro lugar.

“Eu sei que tudo o que Deus faz dura para sempre; não podemos acrescentar nada, nem tirar nada. E uma coisa que Deus faz é levar as pessoas a temê-lo”. Ec 3:14 NTLH

Que possamos confiar que Deus tem um plano especial para nós. Mas confie com convicção! Ore a Deus pra que Ele te dê aquele namorado (a) que vai te ajudar crescer, amadurecer, tanto emocionalmente, quanto espiritualmente.

Deus abençoe vocês, e vamos tentar não nos deprimir tanto no dia 12 tá!