sábado, março 26, 2011

o jardineiro e o jardim.

    Era uma vez um pequeno jardim. Ele era extremamente bonito, mas o tempo e a falta de cuidado foram acabando com ele um pouco a cada dia. As flores foram murchando e com o tempo ninguém se interessava mais por ele. Todos que passavam diziam: "oh, que pena... um jardim tão belo... abadonado."
    Apenas um único jardineiro que todos os dias visitava o jardim não havia se esquecido dele. Ele sabia como restaurá-lo, era o único que podia fazer isso, mas precisava da autorização do dono do jardim para realizar o trabalho. Infelizmente o dono do jardim não acreditava que aquele jardineiro pudesse realmente fazer o trabalho. Pior, ele tinha medo de que ele cobraria depois do serviço feito, e ele não estava disposto a abrir mão de nada por aquele pequeno e insignificante jardim.
    E o jardineiro com sua imensa paciência ia todos os dias falar com o dono, em uma tentativa de que ele em algum momento abrisse seu coração e deixasse ele restaurar aquele espaço que um dia já fora tão bonito. Era o maior desejo do jardineiro.

Até que um dia...

    uma chuva forte destruiu completamente o jardim. O dono se sentiu perdido. No fundo o jardim era o que ele tinha de mais importante, e agora ele sentia que não tinha nada. Por isso ele foi procurar o jardineiro e com lágrimas disse que daria tudo para que ele fizesse aquele jardim florescer novamente.


A primeira coisa que o jardineiro fez foi firmar as bases do jardim com uma rocha firme. Colocou pedras para que as plantas destruidas pudesse crescer com firmeza, sem quebrar no primeiro vento. Cortou as ervas daninhas e jogou fora o que não servia mais.


Em seguida ele cuidou das plantas machucadas. Regou, restaurou para que pudessem dar frutos novamente. Logo depois plantou outras sementes de flores e árvores que posteriormente poderiam dar frutos.


    E todos os dias ele ia visitar o jardim e regâ-lo com muito amor e carinho. Conversava com as plantas para que elas crescessem sentido a sua presença naquele lugar. E assim o jardim cresceu, floresceu e deu frutos novamente. Todos que passavam pelo jardim se admiravam com a beleza e a prosperidade daquele lugar e dono muito se alegrou nisso.
    Extremamente grato ao jardineiro, o dono perguntou o que poderia fazer para agradecer aquele bem tão grande que havia recebido. E o jardineiro, feliz pela gratidão daquele coração que um dia já foi tão duro, respondeu:
- Leve consigo as flores desse jardim, e deixe os frutos que eu plantei por onde quer que você passar. Para que todos vejam que eu sou o único jardineiro capaz de restaurar até o mais destruido dos jardins e que com isso, eles possam confiar seu jardim a mim também.
    E assim ele fez. Para a glória daquele jardineiro cheio de amor que nunca desiste de um jardim desolado.

Espero que gostem desse texto. Que nós possamos entregar nosso jardim todos os dias nas mãos de Deus. Para que seu amor esteja a vista de todas as pessoas que cruzarem nosso caminho.

segunda-feira, março 21, 2011

Um amor para recordar

Oi meninas... como foram a semana? Eu confesso que gostaria de ter continuado nosso estudo sobre moda x religião, mas ando numa correria (motivos bons!!) e não tive tempo de preparar tudo direitinho...  hihihi Mas em breve prosseguiremos nosso estudo ok? Hoje eu gostaria uma experiência um pouco antiga com vocês...


Quem já viu o filme ou leu o livro Um amor para recordar?

Me lembro como se fosse hoje a primeira vez que li o livro. Era outono e eu devorei as páginas em algumas horas... Um livro tão lindo e envolvente que até hoje foi um dos 2 únicos livros que me fez chorar. A verdade é que foi mais que um bom livro, foi uma grande lição de vida!
Todo mundo fala muito do romance perfeito que ela viveu com o Landon e 99% das pessoas que assistem o filme querem viver algo do tipo. Mas não é sobre isso que eu vim falar hoje, eu vim falar de amor. O amor que a Jamie viveu durante toda a vida. Esse amor que é retratado em cada página desse livro.

 A Jamie era uma pessoa amada por uns e incompreendida por outros. Irrepreensível, parecia ser a garota mais correta do planeta. Ela ajudava os animais, cuidava das criancinhas, fazia trabalho voluntário... Era uma menina doce, meiga e a filha perfeita que todo pai adoraria ter.  E tudo isso, com uma doença que a matava um pouco a cada dia. O Landon foi apenas um capítulo de uma vida inteira onde o amor e a fé foram o centro de tudo.

Quando eu li o livro eu não era convertida totalmente. Eu cria em Deus, ia na igreja, mas... Não tinha tido uma experiência real com Deus e ainda vivia no meu mundinho garota rock rebelde. Esse livro foi meio que um tapa na cara que me fez repensar toda a minha vida e atitudes como cristã. Por alguns instantes eu me coloquei no lugar da Jamie e tentei entender de onde ela tirava forças para ser tão boazinha daquele jeito (era o meu raciocínio na época) e de alguma forma, no dia que terminei de ler aquele livro, eu pedi para Deus que se aquele amor realmente pudesse existir, que ele me mostrasse como poderia senti-lo. Eu queria viver aquele amor louco que faz a gente querer ajudar todas as pessoas mesmo com tudo caindo na nossa cabeça.

Eu realmente queria viver aquele amor a todo custo.

O tempo passou e eu aprendi que esse amor que o mundo não pode compreender existe e só é possivel quando estamos na presença de Deus. Um amor tão perfeito (um dos frutos do espírito) que nos faz amar os outros e ajudar a todos sem nada querer em troca, sem esperar recompensa nenhuma. E hoje, toda vez que eu leio o livro ou vejo o filme me lembro de como esse amor faz falta no mundo.

Estou escrevendo isso porque tenho vivido esse amor nos últimos dias. Se eu for olhar para as circunstâncias terrenas da minha vida eu não tenho assim tantos motivos para amar a vida e as pessoas, no entanto meu maior desejo tem sido amar, amar e viver o amor de Deus. É uma coisa maluca que eu não quero deixar de sentir nunca.

Por isso quis compartilhar com vocês. Quando agente ama, quer que o mundo sinta esse mesmo amor de toda forma, porque é bom demais! Eu espero de coração que vocês também estejam vivendo isso, afinal, é impossível viver Deus e não sentir esse amor perfeito. Deus é amor.

"Agora permanecem estes três: a fé, a esperança e o amor, mas o maior destes é o amor. " co 13:13

Curiosidade: A Jamie foi inspirada na irmã do autor do livro, Danielle Sparks. Eu não sei até onde ela viveu de fato esse amor, ou exercia fé em Deus, mas com certeza o livro vai ser sempre um exemplo de como o amor de Deus muda as pessoas e tudo ao seu redor.

segunda-feira, março 14, 2011

Derrubando gigantes como Josúe e Calebe

"Disse o senhor a moisés: Até quando me provocará este povo, e até quando não crerá em mim, apesar de todos os sinais que fiz no meio deles?" Num 14:11

Olá meninas, tudo na paz?! Hoje eu gostaria de compartilhar com vocês uma palavra que falou muito a meu coração hoje, e tenho certeza que falará muito ao coração de vocês também. Eu considero uma continuação do post sobre fidelidade.

Para entender a mensagem de hoje, precisamos relembrar qual era a situação do povo Hebreu nos tempos do êxodo do velho testamento. Vamos a um resuminho super rápido?

O povo havia sido liberto da escravidão no Egito pelas mãos do Senhor atráves de Moisés. Andaram pelo deserto e o Senhor esteve com eles com uma nuvem de dia e uma coluna de fogo a noite. Deus supriu suas necessidades, com roupas que não acabavam, maná que vinha do céu, água que saia da rocha entre outras maravilhas que o Senhor operou para que o povo entendesse que ele é Deus. Receberam os mandamentos escritos pelo próprio Deus e mesmo assim não obedeceram. Tomaram para si um Deus de ouro (o bezerro) e desonraram a Deus. Por causa do pecado, muitos pereceram sem antes ver o cumprir da promessa de deus sobre suas vidas.

E é sobre isso que vamos falar hoje... Sobre as promessas de Deus.


 


quarta-feira, março 09, 2011

MxR: O que tem sido precioso para você?

"Porque onde estiver o vosso tesouro, aí estará também o vosso coração." Mat 6:21



Se Deus te pedisse para nunca mais usar batom, o que você faria?

É obvio que dificilmente Deus te pedirá isso, mas uma das formas mais interessantes para medir o quanto algo é importante para nós é tentar imaginar a nossa vida sem aquilo. Se você respondeu a pergunta acima com um pé atrás e com dificuldades para assumir que seria bem difícil para você viver sem aquilo, está na hora de repensar a importância que você está dando para as coisas terrenas.

A bíblia nos diz que onde estiver nosso tesouro, lá também estará nosso coração. Um dos maiores problemas em relação a moda e beleza é que boa parte das garotas que entram nesse "universo mágico", acabam se perdendo e deixando que isso tome o lugar do Senhor nas suas vidas. E NADA pode tomar o lugar do senhor em nossas vidas.

São coleções e coleções de esmaltes, batons, desfiles, novidades e tendências... Somos capazes de passar horas e horas lendo sobre essas coisas na internet, mas muitas vezes não temos 10 minutos para ler a bíblia. Nessas horas eu me pergunto...  Qual o centro de nossa vida? O que tem sido precioso para você?

Falo isso, não como alguém que vê, mas como alguém que MUITAS vezes deixou as coisas terrenas tomarem o lugar do senhor na minha vida. Sabe qual foi o resultado? Deus me quebrou até que eu pudesse compreender que estava errada e precisava mudar. Esse processo dói e exige renúncias, melhor seria se eu nunca tivesse tirado os meus olhos do Senhor.

Por isso eu digo meninas, não deixem que outras coisas sejam maiores que Deus em sua vida! Do contrário, estejam preparadas porque o Senhor vai te quebrar até você perceber que está errada e deixar que ele guie os seus passos novamente. E ele não é ruim por causa disso, apenas te ama e deseja que você nunca saia de perto de sua presença e assim possa alcançar a salvação que te dará vida eterna.

Esse texto é mais uma publicação da série moda x religião e tem como finalidade abordar o assunto moda e beleza sob uma perspectiva cristã.

quarta-feira, março 02, 2011

Caminho errado


Oi menina santas, tudo bem? Comigo está tudo mais que bem, tão bem que eu nem pude esperar para escrever esse post. Eu sei que eu tenho exagerado (nos últimos dias escrevi um monte de post aqui), mas quando o senhor fala ao nosso coração, agente tem que compartilhar. Eu não sei o que você estão achando dos posts sobre moda x religião porque vocês não comentam *bronquinha*, mas hoje eu queria compartilhar uma experiência que tive com o Senhor e espero que vocês possam deixar as experiências e opiniões de vocês (mesmo que discordando) atráves dos comentários, porque faz muita diferença e agente pode crescer juntas no Senhor :)

Então vamos lá...

Há alguns anos atrás eu queria muito uma coisa. Queria tanto, mas tanto que cheguei a clamar inúmeras vezes para o senhor me dizer se era ou não era pra ser aquilo. Parecia totalmente perfeito. Não só a situação, mas todas as pessoas envolvidas, era quase um sonho. Os dias foram passando e eu fui vivendo aquele sonho, até que as coisas começaram a sair do meu controle e quando eu menos percebi, tudo havia desmontado.

Sabe um castelo de cartas todo lindo que de repente com um sopro bobo desmorona? Foi assim que senti a minha vida. Nada fazia sentido e com aquela queda, além de desorientada eu sai muito ferida. Tudo que era certo até aquele dia, se tornou completa incerteza e eu não sabia se parava e ficava chorando num canto, ou se seguia em frente, porque não via para onde ir. Mas o Senhor que não nos abandona nunca falou bem forte ao meu coração:

Bendito o homem que confia no SENHOR, e cuja confiança é o SENHOR.
Porque será como a árvore plantada junto às águas, que estende as suas raízes para o ribeiro, e não receia quando vem o calor, mas a sua folha fica verde; e no ano de sequidão não se afadiga, nem deixa de dar fruto.
Enganoso é o coração, mais do que todas as coisas, e perverso; quem o conhecerá?
Eu, o SENHOR, esquadrinho o coração e provo os rins; e isto para dar a cada um segundo os seus caminhos e segundo o fruto das suas ações. Jeremias 17: 7, 8, 9 e 10.

Naquele instante eu me senti tão pequena diante de Deus. Eu havia clamado para que Deus falasse comigo, e ele havia falado inúmeras vezes, mas o que ele dizia não era o que eu queria ouvir, por isso continuei na ilusão do meu coração. Deixei de confiar em Deus confiei no meu enganoso coração. Ele nos ilude, fazendo com que agente pense que estamos indo por um caminho certo, quando na verdade não é o o caminho que Deus tem para nós.

Quando percebi que estava enganada, me arrependi amargamente e clamei ao senhor que tivesse misericórdia do meu mal coração. Foi quando ouvi a sua voz, que assim disse:

"Assim diz o SENHOR, o teu Redentor, o Santo de Israel: Eu sou o SENHOR teu Deus, que te ensina o que é útil, e te guia pelo caminho em que deves andar. Isaías 48:17"

Naquele dia, eu confiei no senhor. Um novo tempo eu viveria em minha vida, foram anos se recuperando, sendo tratada por dentro e por fora, quebrada, moldada, humilhada. Para que ao fim, a sua vontade pudesse ser feita atráves de minha vida e a sua glória resplandecesse.

Hoje estou feliz, porque soube que se tivesse ido por aquele caminho, segundo a vontade do meu coração, não estaria onde estou hoje. Não seria quem sou hoje. Por isso glorifico ao senhor que não me deixou seguir por caminhos errados, mas me guiou ao centro de sua vontade. E a vocês, santas meninas, eu digo hoje: Dói! Quando deixamos Deus nos guiar precisamos renunciar uma série de coisas que estão no nosso coração impendindo o senhor de agir. Se você quer viver a boa e perfeita vontade de Deus, deixe ele agir em sua vida, mesmo que isso doa no ínicio, porque no fim você vai desocbrir que não tem NADA melhor do que viver os planos de Deus para nós.

E toda glória seja dada a ele para sempre. Amém :)