segunda-feira, maio 23, 2011

Um testemunho de amor - parte 3


"Que veio Hanani, um de meus irmãos, ele e alguns de Judá; e perguntei-lhes pelos judeus que escaparam, e que restaram do cativeiro, e acerca de Jerusalém.
E disseram-me: Os restantes, que ficaram do cativeiro, lá na província estão em grande miséria e desprezo; e o muro de Jerusalém fendido e as suas portas queimadas a fogo.
E sucedeu que, ouvindo eu estas palavras, assentei-me e chorei, e lamentei por alguns dias; e estive jejuando e orando perante o Deus dos céus."
Neemias 1. 3 e 4

Meninas tudo bem? Antes de mais nada, deixa eu esclarecer: Não, vocês não perderam nenhum post. "Um testemunho de amor" é uma série de posts que eu gostaria de escrever nos próximos dias (meses/anos, sem pressa) contando um pouco do meu testemunho e minha conversão. Tudo foi um processo longo, durou anos e ainda não acabou... A cada dia aprendo que preciso mudar uma série de coisas e me arrepender de outras tantas. E assim deve ser, portanto gostaria de compartilhar com vocês algumas experiência que mudaram a minha vida e fazem parte de tudo que sou.




Eu comecei pela parte 3, porque como vocês vão conhecer, eu priorizo a importância e não a sequência. E nesse caso, eu me sinto pronta para falar da 3ª parte.

17 anos. E eu me lembro de cada palavra, e mais ainda, me lembro do meu coração apertado. Me lembro da rebeldia de adolescente reaparecendo e deixando meu coração incomodado a um ponto que eu não pude me conter (a falta de maturidade não ajudava) e eu despejei sobre Deus toda a minha fúria e incompreensão, dizendo as mais amargas palavras que um pai pode ouvir da boca de um filho:

"Porque Deus? O senhor diz que cuida dos seus filhos, mas onde o senhor estava quando tudo isso aconteceu? Porque permites que usem teu nome? Era essa sua vontade? Porque o senhor permite isso? Eu não consigo compreender... E nem sei porque eu não consigo deixar de te amar. Sei lá, no fundo eu gosto do Senhor, mesmo que eu ache tudo errado. E digo de novo, está tudo, tudo, tudo errado."

Eu estava falando com Deus sobre como eu não entendia a maioria das coisas que eu via ao meu redor. Era o último ano do colégio e eu tive que estudar história (mais do que todos os outros anos) e eu sempre fui bastante sensível no que diz respeito a vida e a sociedade (vocês entenderam isso melhor na parte 1) e  isso me fez começar a ver o mundo com outros olhos. Até então, a minha fé era sem fundamento, e portanto, facilmente abalada. Ver as injustiças cometidas em nome de Deus, ver como a igreja se comportava (e continuava se comportando) diante de tudo isso e tantas outras coisas ruins, colocaram a minha fé em prova muitas vezes. Mas eu perseverei, precisava encontrar respostas.

O engraçado é que isso acontecia enquanto eu continuava vivendo a minha vida. Eu trabalhava, estudava, estava pensando em entrar na faculdade, ia a igreja, participava das atividades, louvava, orava, lia a biblía. E as vezes me sentia confrontada, mas continuava amando a Deus, um dia ele me mostraria sua verdade, eu acreditava,  só precisava de paciência para esperar.

Esperei, orei, aprendi que precisava colocar minha vida no centro da vontade de Deus, coloquei, orei, sofri, tudo dava errado, e então chorei, me senti só, sorri porque Deus cuidou de mim, chorei porque me senti só de novo, clamei, sorri, chorei... As coisas foram acontecendo e eu fui aprendendo várias lições (algumas já compartilhei aqui) e Deus foi me moldando conforme a sua vontade, de uma forma bem especial.

Eu fico imaginando o trabalhão que eu dei para Deus. Eu tinha tanto para ser moldado... A rebeldia, o coração duro, o ceticismo, a falta de amor, de alegria, e as vezes até de paz. Poucas pessoas conhecem os momentos mais negros da minha vida, e só Deus sabe como eu me sinto em relação a ela, por isso só ele me entende tão bem.

Aos 19 anos, a minha vida mudou completamente. Tudo foi um processo, lento e gradual, mas os últimos meses foram definitivos. Deus foi paciente e misericordioso, ele suportou meus questionamentos (embora tenha enviado alguns servos para me darem uns safanões) e esperou até que eu estivesse pronta para entender. Tudo por amor. E então ele falou ao meu coração.

Eu havia voltado de uma aula da faculdade, e como em tantas outras vezes, eu estava profundamente angustiada. Frequentemente eu voltava triste das aulas porque eu via tanta podridão, tanta coisa errada, tanta corrupção que me coração se abatia. Eu pensava na igreja, nas pessoas, nas tantas que morrem todos os dias (e vão para o inferno) por causa da maldade, da ganância, da injustiça e da perversão dos homens. Homens que muitas vezes se intitulavam filhos de Deus. E eu entrei no meu quarto e eu chorei... chorei como nunca havia chorado em toda a minha vida.
Eu não disse uma palavra a Deus, eu apenas chorei e chorei por muito tempo.

Eu não chorei só pelo mundo, eu chorei por minha causa. Pela primeira vez, eu havia entendido o quanto eu estava errada, o quanto eu precisava de Deus.

"ó Deus... eu entendo agora! É tudo por causa o pecado. Maldita é a terra e os homens por causa dele. Nós culpamos o senhor pela maldade que nós mesmos geramos entre nós. Nós amamos a iniquidade e ainda sim, queremos que o senhor nos livre dela. Quão burra eu fui! Perversa... Apesar de conhecer tua palavra."

Talvez você esteja pensando: Ela nunca leu a bíblia? E sim. Eu li, inúmeras vezes. Eu sempre soube que o pecado era a causa dos males do mundo, mas entre saber e entender existe uma grande diferença. Assim como ver não é a mesma coisa que sentir.

O impacto que isso causou na minha vida não tem tamanho. Eu percebi que estava completamente errada em tantas coisas e até hoje eu ainda estou. Não é fácil, não sou perfeita, mas hoje eu entendo. Deus me amou.

Entender o amor de Deus nos faz sofrer com a maldade do mundo de uma forma profunda. Aquele que não se entristece ao ver a desgraça pela qual os homens padecem, não compreendem o amor de Deus. E não, não estou julgando ninguém, mas isso é um fato. Eu explicarei porque:

Pense em quantas crianças nesse momento estão morrendo de fome em algum lugar do mundo. Pensou? Algumas delas vão morrer hoje. Você consegue imaginar a dor das mães dessas crianças, sem poder alimentar os próprios filhos? Agora imagine que elas não conheçam ao senhor... Você consegue imaginar a dor do coração de Deus? Que não pode estar perto de seus filhos tão amados? E seu eu disser que não só elas vão morrer, mas tantas outras. Todos os dias, a cada segundo, todo momento. Indo para o inferno.

As pessoas querem acreditar que não, que Deus é bom e ele não faria mal a seus filhos. Mas elas não entenderam que Deus não faz nada, nós que escolhemos amar o pecado.

O pior é que a gente se pergunta... Onde está a igreja? Onde está o amor? Cadê os filhos de Deus que deveriam ser luz em meio as trevas? Que deveriam anunciar as boas novas? E meu coração se angustia ainda mais, porque muitos deles estão ocupados com seus ministérios e congressos. Grandes shows, pregações, avivamento... Estão atarefados demais coletando recursos para construir templos grandiosos e sustentar a vaidade humana. E fica cada vez mais difícil encontrar alguém que chore junto comigo a degraça da humanidade. Ninguém se importa, ninguém entende.

Somos tão egoistas... Conhecemos a verdade e provamos do amor de Deus, mas tantas vezes nos preocupamos só com nós mesmos e nossos problemas tão pequenos. Queremos que Deus olhe para nós, entre na nossa casa, mexa com nossa estrutura, cure as nossas feridas... e pra que? Para continuar vivendo como se nada tivesse nos impactado. Como se tudo estivesse certo e no seu devido lugar, e ninguém precisasse ouvir sobre o amor de Deus. Para não dizer que nos conformamos, vamos nos domingos a igreja e lemos a bíblia. Sabe... de vez em quando até falamos de Jesus para alguém.

Ai. Ai. Ai de nós, porque cada dia o mundo fica pior.


Depois de alguns dias eu descobri que não estava sozinha nesse sentimento. Eu estava navegando na net e cai direto nesse vídeo que falou muito forte ao meu coração (assistam! vale a pena!). Era exatamente tudo o que eu estava vivendo. Eu eu glorifiquei a Deus porque ele ainda tem falado aos nosso corações. Apesar do pecado, da falta de fé e da nossa perversão, Deus não se esquece dos homens, porque ele nos ama!



E foi assim que eu fui impactada por Deus e experimentei o seu amor. Depois daquela noite já estive triste, feliz, em paz, em euforia, mas esse sentimento ainda continua vivo em meu coração e tem me movido a cada dia. Eu não consigo deixar de pensar nem um só minuto nas coisas que eu compartilhei com vocês. Eu sei que ainda tenho muito de aprender e deixar Deus moldar no meu coração, por isso não me julguem, entendam que eu sou falha e ainda tenho muitos defeitos. Todos nós somos. Por isso estamos aqui e padecemos em meio ao pecado.

Que vocês possam entender que apesar da angústia que possamos sentir pelo mundo, Deus nós dá esperança e nos enche de alegria. Eu nunca fui tão feliz como nos últimos meses. Sabem... Não é uma alegria terrena, não é uma esperança passageira, porque vem de Deus e não se corrompem com as notícias ruins. Eu continuo vendo as coisas erradas, mas agora eu sei que um dia elas não existiram mais e eu espero ansiosamente por esse dia. Enquanto isso, continuo vivendo em amor, amando a Deus sobre todas as coisas e amando o meu próximo, que ainda precisa ouvir esse testemunho de amor.

"A verdadeira alegria nasce da angústia. O verdadeiro amor nasce do batismo. Nada terreno te trará alegria. Nem um carro, nem uma casa, nem todo dinheiro do mundo. Apenas o amor de Deus nos preenche e nos dá sentido. Só pelo seu espírito podemos ser luz para o mundo."

16 comentários:

  1. Dou graças a Deus por saber que existem mais jovens que se importam com o mundo...
    Já tinha visto esse video, mas cada vez que vejo, sinto o quanto eu ainda presciso mudar..
    Deus te abençoe..

    ResponderExcluir
  2. Este testemunho foi uma benção para a minha vida, nestes últimos dias tenho me encontrado na mesma situação, triste por causa dos pecados que eu posso ver na minha frente, da angustia de tantas pessoas que não tem o que comer, o que vestir, onde morar e na enorme vaidade de tantos outros que não tem coragem de repartir.Mas entendo que nessa vida terrena não posso encontrar nada de bom, mas a verdadeira paz e a verdadeira alegria só pode ser encontrada em um lugar, em Cristo Jesus.Oremos sem cessar.Um bj..♥

    ResponderExcluir
  3. É muito bom ler esse testemunho, um dia vivi com pessoas da igreja os piores momentos de minha vida e isso me afastou de Deus, hoje começo a orar e clamar por Deus para que o mesmo me ouça e acenda uma esperança de que ainda posso voltar para Ele e que Ele possa me socorrer porque forças me faltam, minha luta é muito grande e muito tempo, estou esgotada, mas com uma chama se acendendo.
    Obrigada e orem por mim e minha familia em nome de Jesus.
    Bjs

    ResponderExcluir
  4. Nossa, esse post é lindo e eu me identifiquei em algumas partes.
    Nós temos o amor de Deus e nada pode ser melhor ferramente pra mudar o sofrimento e a escuridão no mundo

    ResponderExcluir
  5. Eu precisava ler algo assim. Amei o vídeo, obrigada. Achei interessante você ter dito que estava no último ano do E.M. quando sentiu tudo isso. Estou passando por isso agora e tenho amigas que também estão assim, eu pelos mesmos motivos que os seus e vários outros e elas também e por mais outros... Queria realmente agradecer pelo post e pelo vídeo. Sei que vai ser de grande valor. bjs

    ResponderExcluir
  6. Compartilho seu sentimento,Jess.
    Vejo A Noiva ferida machucada. Vejo a falta de amor, de compaixão.
    É bom saber,no entanto, que mais gente se importa com o que está acontecendo com a Amada.
    Sei que pela graça, podemos ver a Noiva totalmente transformada, limpa, pura, santa menina(hehe).
    O que me faz levantar de manhã, apesar de tudo, é perceber que o Amor do Noivo ainda permanece, a Sua misericórdia se renovou e Seus planos não serão frustrados.
    Eu me disponho hoje a fazer parte da mudança, e convido a todas as santas meninas a fazer parte disso também.
    Então é joelho no chão , jejum e oração.

    Mille Catharino.

    ResponderExcluir
  7. Peça e pense também pelos animais.Eles são filhos de Deus assim como nós, precisam de amor, carinho, casa, alimento e tudo mais. Sofrem e sentem como nós. Um beijo !

    ResponderExcluir
  8. @Déia e Belle flor, precisamos olhar para Deus e somente para ele.
    maldito é o homem que confia no homem, mas aquele que deposita sua confiança em Deus, é muito mais que bem-aventurado! =)

    bjkssssss

    ResponderExcluir
  9. @Mariana amém!!!!!! e que o Senhor te use!!!

    ResponderExcluir
  10. @Mille exatamente! mas diria mais... joelho no chão , jejum e oração e AÇÃO! hehehehe precisamos buiscar o espirito santo que nos enxe a fim de sermos luz em meio as trevas.

    ResponderExcluir
  11. @Hanny Meire Toda a crição padece pelo pecado dos homens, sobretudo os animais. No entanto, não podemos esquecer que eles não tem alma. A minha maior dor não vem do sofrimento que possamos ter na terra, mas sim de ter de passar a eternidade longe de Deus e de tudo de bom que ele criou (trocando em miúdos, o inferno). Por isso, não está errado amar os animais e zelar por eles, mas precisamos amar ainda mais as almas perdidas na terra.

    beijinhos fofa!!!

    ResponderExcluir
  12. Olá minha querida irmã; Graça e Paz.
    Ficamos felizes em conhecer mais um espaço que estará propagando a palavra de Deus em tempo e fora de Tempo. Como sempre tenho dito: Aprendendo uns com os outros crescemos na graça e no conhecimento.
    Aproveito esta oportunidade para compartilhar com o amado irmão os nossos blogs
    “Mensagem Edificante para Alma” e “Iec@blog”.
    Ficaremos Felizes por vossa visita e mais ainda se seguir-nos.
    Deus vos abençoe ricamente
    Josiel Dias
    http://josiel-dias.blogspot.com
    http://iecaalcantara.blogspot.com
    Rio de Janeiro

    ResponderExcluir
  13. Nossa quanta simplicidade nas palavras e tão profundas as mesmas. Eu descobri esse blog ontem e já estou apaixonada..criativo, delicado,social, realista e claro Deus no centro.
    Parabéns.

    ResponderExcluir
  14. O blog tá excelente. Aqui tem um pouquinho de tudo. Sabe sou coordenadora (discipuladora) de 5 células e sempre procurei pela internet um blog assim que abordasse um pouquinho de tudo. E confesso que com essa escassez quase crio um, porém, o tempo não cooperou muito.
    Parabéns!!!
    Continuem colocando essas bençãos.

    ResponderExcluir
  15. @Driica amém. O que não for para a glória dele não tem sentido =)

    ResponderExcluir
  16. @Driica amém... é bom saber disso, dá mais animo para vencer as pelejas e seguir em frente!

    ResponderExcluir

Comentários ofensivos, difamatórios ou com conteúdo ilicito proibido por lei serão deletados e o seu autor bloqueado não podendo mais visitar esse site.

Deixe sua opinião sincera, discuta, critique e sugestione mas com muita educação, do contrário também será bloqueado :)

Para ter a sua foto nos comentários desse blog é preciso cadastro no Blogger